Lucro Presumido x Lucro Real: qual a melhor escolha tributária?

Ter controle total e saber sobre todos os detalhes das atividades financeiras da sua empresa pode ser um pouco desafiador, principalmente quando nos deparamos com termos e conceitos desconhecidos do setor contábil. Por isso, mesmo com ajuda profissional, é importante ter uma base de conhecimento para tomar decisões que podem afetar a gestão financeira da sua empresa e assim fazer as escolhas mais seguras para o seu negócio. 

 

Sendo assim, hoje vamos esclarecer as dúvidas sobre o Lucro Real e o Lucro Tributário, como cada um deles pode fazer diferença dentro da sua empresa e qual é vantajoso ou não para você. 

 

Antes de tudo, Lucro Real e Lucro Presumido são opções de regimes tributários aceitos pela legislação brasileira. Isso quer dizer que, ambos são formas de pagamento de impostos sobre notas fiscais para empresas com receita bruta anual superior a R$3,6 milhões e são opções irrevogáveis durante o ano em que for escolhida. Entenda mais sobre eles:

Lucro Presumido x Lucro Real

Como o próprio nome entrega, a opção de Lucro Presumido está relacionada à presunção do lucro do empreendimento e não o seu valor verdadeiro. Nesta opção, os cálculos dos impostos IRPJ e CSLL se baseiam em uma tabela pré-fixada pela legislação, com apuração trimestral e margem de lucro específica, que varia de 1,6% a 32% dependendo do tipo de negócio. Neste caso, seu negócio pode lucrar mais ou menos, já que o valor de tributos descontados será sempre o mesmo. Porém, é preciso considerar que nesta opção de regime, o limite de faturamento da empresa não deve ultrapassar R$78 milhões anuais. 

 

Já no caso do Lucro Real, a tributação é calculada de acordo com o lucro líquido da empresa, que pode ter apuração mensal, trimestral ou anual, sofrendo com a influência do da mesma sobre valores a serem adicionados ou descontados, de acordo com as compensações permitidas pela lei.‍ Por isso, para apurar a quantia real é necessário estar ciente do lucro recebido e fazer a base de cálculo de IRPJ e CSLL. 

 

No fim, ter o auxílio de um contador para avaliar todos os pormenores da sua empresa e entender melhor cada um desses conceitos, vai te ajudar a tomar decisões mais precisas e assertivas para se tornar um grande empreendedor.

Não saia ainda!

Tire as suas dúvidas com nossos especialistas.

Clique no botão do WhatsApp